Nivyy é uma elfa morta viva, de cabelos e uma pele muito branca, a única característica que chama a atenção, são seus olhos, um azul intenso e penetrante. Ela usa um conjunto de panos negros e verdes, além de muitos penduricalhos e ervas em seu cinto, também usa um cajado cheio de penas com um crânio de jacaré em seu topo.

Ela é uma poderosa necromante que deseja colocar o Ermo sob seu domínio, transformando todos em mortos vivos. Nivyy veio de outro mundo junto de um exército de orcs, liderados por um Shaman chamado Tordatan. Quando a conexão com o outro mundo foi cortada, suas habilidades foram perdidas, então ela e os orcs foram obrigados a manipular a única energia que havia em comum com aquele lugar, a energia da vida e da morte. O exército viajou pelo plano conhecido como Umbra para descobrir os segredos da vida e da morte deste lugar. Acabaram encontrando uma velha senhora, Amerã, ela se chamava. A idosa revelou os segredos da vida e da morte, mas por um preço, eles deveriam morrer. Assim se fez, tordatan acabou de tornando um lich e trouxe seu exército de volta à vida, bem como Nivyy.

Quando Nivyy acordou, sua visão de realidade tinha mudado, ela acreditava que a vida só estaria completa quando encontrasse a morte, e que os dois aspectos estarem separados era uma anti naturalidade.

Nivyy, juntou um grande exército de orcs mortos vivos e atacou a primeira cidade que estava no caminho depois de sair da Umbra. Mas ela não sabia que ao sair da Umbra, os mortos vivos que ganhavam força das almas da Umbra, ficariam tão fracos sem elas.

A cidade atacada era Portão da Praga, que resistiu aos ataques, Tordatan que não concordava com o ataque, cortou a ligação de Nivyy com os orcs mortos vivos. O assaltou terminou com uma derrota terrível para Nivyy, que foi expulsa da Umbra, ela vagou escondida pelo Ermo, a cidade estava a procura dela e a mataria por suas atrocidades. Foi nesse momento que Adrian a encontrou, juntamente com o humano Francis, começaram a poderosa guilda chamada de Presa das Sombras.

Nivyy acabou ganhando muito poder conforme a guilda crescia, a ponto de poder criar uma phylacteria e se tornar uma lich. Nivyy continua com o objetivo de transformar os habitantes do Ermo em mortos vivos, ela só não colocou seu plano em ação ainda, pois Adrian sabe onde a phylacteria dela está, e ele insiste em comandar o Ermo numa filosofia de bem maior. A elfa espera o momento que ele esteja enfraquecido para tomar a cadeira principal da guilda e colocar seu plano de morte em prática.

Atualmente ela governa a cidade conhecida como a Chama Branca do Oeste, a elfa tem total controle da cidade e seus cidadãos, inclusive alguns viajantes supersticiosos dizem que todos os habitantes do lugar são mortos vivos, e ela os controla como fantoches em uma peça macabra, eles trabalham, dormem e acordam, vão até um culto macabro realizado por Nivyy todo sétimo dia, mas isso tudo faz parte do controle da elfa sob os cidadãos mortos vivos da cidade, uma espécie de vodu macabro que Nivyy realiza.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.