Brisa da costa, é uma cidade costeira no extremo sudoeste do Ermo, a cidade recebeu este nome devido ao cheiro de sal que a cidade apresenta devido a proximidade com a costa.

A estrutura das casas e outras construções é feita de um barro arenoso, que mantém a estrutura forte e com uma beleza exótica. As casas são construídas muito próximas uma das outras, o que gera perseguições cinematográficas sobre os telhados, quando algum bandido está fugindo da guarda.

Esgotos passam por toda a cidade, gerando um conjunto de labirintos onde é fácil se perder. Os esgotos são ligados a lagos e cavernas subterrâneas, que continuam até serem ligados ao mar.

A economia da cidade é movida pelos negócios marinhos e pela venda de especiarias, principalmente temperos, tapetes e tecidos finos, que são requisitados por todo o Ermo. Outro ponto que movimenta muitas moedas de ouro, são as apostas feitas na maior arena de batalha do Ermo.

Conhecida como Arena voo do pássaro, se localiza no ponto mais alto de Brisa da Costa, a arena foi construída ao redor de uma grande falésia, portadora de uma bela vista, e geralmente a última coisa que um competidor vê em sua vida. Muitos já foram jogados, ou caíram do penhasco, por esse motivo, a arena recebeu este nome. A arena possui duas imensas arquibancadas, uma no oeste e outra no leste, ao sul fica o penhasco, no norte existem duas entradas para uma caverna, uma das entradas serve para animais exóticos e bestas poderosas que farão parte do espetáculo e a outra serve como entrada para os gladiadores que buscarão glória e fortuna na arena.

A cidade é dominada por grandes famílias que produzem as especiarias tão cobiçadas, mas por baixo dos panos quem manda na cidade é Francis Ovelam, ele que paga a guarda e que mexe as peças desse xadrez obscuro.

Por Francis ser membro da guilda Garra das Sombras, a cidade trabalha a favor dos interesses da guilda, e por vezes, algum guarda é mandado fazer um trabalho específico para a guilda.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.